Brasileiro Vendendo como Americano

Atenda como brasileiro, venda como americano!

No Brasil somos ligados em relacionamento. Precisamos e fazemos muita socialização, nos abraçamos, nos tocamos constantemente, conversamos muito.

Mandamos e-mails e depois ligamos para ver se a pessoa recebeu, assim conversamos mais um pouquinho. Somos os reis das redes sociais.

Precisamos e damos atenção.

Isso não é ruim, ao contrário. Estrangeiros se contagiam com nossos sorrisos, nossa amabilidade, nossa receptividade, nossa maneira tranquila, feliz e “para cima” de viver e receber.

Em geral atendemos assim nossos clientes. Em uma palavra somos comunicativos.

Mas como vendedores precisamos unir esta capacidade de se relacionar bem com pragmatismo, foco em resultado, planejamento e muita disciplina para administrar bem o tempo.

Aquele cafezinho é para mais uma conversa de amigos e troca de conversas sociais sobre a economia, o chefe, o futebol, o último capítulo da novela ou é para sair com um próximo passo prático para gerar um novo negócio?

A conversa termina com um “então tá, depois a gente se fala” (falar ainda mais?) ou com algum avanço na próxima etapa de venda?

Para vender é preciso ser objetivo, para manter clientes de forma duradoura é preciso de um relacionamento caloroso.

Para resultados surpreendentes precisamos unir ao nosso talento de comunicação envolvente o pragmatismo de quem não quer perder tempo para gerar negócios.

You may also like