Primeira Lei de Vendas

A primeira lei de Vendas!

A primeira lei de Vendas!

Toda profissão, toda atividade humana, tem suas regras, suas leis.

Com vendas não é diferente, e sempre que me perguntam se para vender tudo é permitido, a resposta é um estrondoso NÃO!

Para um venda ter sido bem sucedida, para um vendedor ser bem sucedido e uma empresa ter sucesso comercial é incondicional que esta transação de venda tenha criado valor para quem adquiriu o produto ou serviço.

Se como vendedor você criou valor para outra pessoa, como vendedor você fez o que se espera da sua profissão e então pode, e deve, ficar com parte deste valor criado.

Se sua única intenção é fazer dinheiro apenas para você, sem criar valor para terceiros, você não está vendendo, você está se aproveitando de alguém.

Criar valor significa que o que você vendeu tenha satisfeito a necessidade de outra pessoa ou empresa. Se não gerou satisfação, não criou valor, não foi uma boa venda e certamente vai trazer prejuízos, financeiros ou de imagem, para você como vendedor, para sua empresa, para a marca do produto, para o prestador de serviço.

Por isso a atividade de vendas e as responsabilidades do vendedor não se resumem mais a cuidar da transação da venda. O vendedor cada vez mais se preocupa com a qualidade do produto, da prestação do serviço, do transporte, da entrega ou instalação, da embalagem, do tempo de validade, da aplicação das garantias e até com as devoluções quando são necessárias.

Se a primeira lei de vendas não funcionar, o valor não for criado e a necessidade do cliente não for satisfeita, todo o resto não vai funcionar.

Bons vendedores sabem disso, respeitam a lei e fazem de tudo para outros respeitarem também.

You may also like